A Viúva Arrependida


Sou Policial Militar de um grupo de patrulhamento tático especial e estava em ronda quando paramos em um semáforo. Ao nosso lado um carro de imediato me chamou a aténção, a motorista era loira e parecia ser muito bonita, ela retribuiu meu olhar de maneira mais curiosa do que outra coisa.

De imediato eu apanhei o rádio da viatura e pedi para a central os dados daquele veículo e na primeira oportunidade que tive, fui até um telefone público e fiz a ligação pra ela. Antes de mais nada perguntei seu estado civil e que se ela fosse casada eu desligaria o telefone e não ia incomodaria mais. Para meu espanto ela me disse que era viúva e tinha 40 anos. Ficamos trocando telefonemas por aproximadamente duas semanas até que um dia ela foi até o meu serviço me conhecer. Ela tinha se produzido toda e começamos a conversar um pouco, pois ela se mostrou frustrada, mas ela estava extremamente sexy, eu me enchi de tesão por aquela mulher de vestido longo, tão longo como seu talho que deixava ver uma pernas bem grossas e saradas, ela tinha um cabelo bonito e era muito gostosa.

Eu ligava para tentar encontrá-la, mas ela sempre me dizia a mesma coisa: vou a academia, se der para sair cedo te ligo, mas isso nunca acontecia. Até que em uma sexta feira eu me desentendi com minha namorada e liguei pra ela e perguntei:

- Você esta a fim de fazer uma loucurinha? - E ela me perguntou:
- Qual?

Eu falei vamos a porto alegre curtir a noite amanha a gente volta. Foi ai que veio minha surpresa ela disse:

- Vamos no meu ou no seu carro?

E 30 minutos mais tarde lá estava ela me pegando de carro, começamos a viagem conversando sobre tudo. No meio do caminho a convidei para jantar e ela aceitou, quando olhei para o relógio já era perto da meia noite então falei pra dormirmos ali e continuar a viagem amanhã. Ela disse que tudo bem, mas pediu se poderíamos ficar no mesmo quarto. Eu comecei a rir e ela falou, mas em camas separadas.

Chegamos ao hotel pedi duas camas e fomos pra o quarto, lá abri minha bolsa e peguei um calção para ir tomar banho quando ela perguntou como eu dormia e eu falei de cuecas, mas para te respeitar vou dormir de calção. Então ela disse que eu poderia dormir a vontade e eu sai do banheiro de cuecas e de pau bem duro, ela observou e foi para o banheiro saindo de lá com uma camisola tigrada e sem calcinha e deitou-se na cama ao lado. Quando eu a vi de pernas aberta não resisti e já cai de boca naquela bucetnha linda e cheirosa, ela se contorcia e gemia e eu muito louco fui chupando aquela buceta até sentir que ela estava se esvairindo em um gozo fenomenal em minha boca.

Então peguei minha mão coloquei em sua xana e depois meti em sua boca pra ela sentir seu doce veneno, ela me pediu e me implorou que colocasse meu pau grande em sua boca. Foi ai então que dei o que ela queria, ela chupava, mas não conseguia colocar meu pau todo dentro da boca de repente ela pegou minha mão e colocou em sua buceta toda encharcada e pediu que eu a penetrasse com toda a força, pois era assim que ela gostava , suas coxas eram maravilhosas. A noite toda eu olhava aquele cuzinho gostoso e tentava algumas investidas e, em um determinado momento, quando eu estava metendo nela de 4 olhando aquele cuzinho arrebitado, eu não me agüentei dei uma cuspida bem na bordinha e tirei de sua bucetinha a meti devagarzinho em seu cú com toda força. Foi ai que ela virou para trás e disse:

-Seu filho da puta você esta me arrebentando toda, mas agora que começou não ia para mais.

Depois de umas estocadas bem gostosas gozamos juntos a caímos em um sono profundo. Do hotel não continuamos a viagem e voltamos para casa. Duas horas depois de eu estar no meu apartamento ela me ligou, pensei que ela queria fuder mais, mas para minha surpresa ela ligou para dizer que tudo tinha sido uma fuga, pois havia brigado com o namorado e quando chegou em casa encontrara muitas flores com um pedido de desculpas mandado por ele e que foi muito bom, mas que esta extremamente arrependida de agir por impulso.

Mas já era tarde

Conto recebido por email autor anônimo

1 comentários:

Anônimo disse...

Acho que ê mentira esse conto, pois vc diz que vc brigou com a sua namorada e acabou ligando para ela a convidando para fazer uma loucura, mas, no final do texto vc diz que ela te ligou(vc ate achou que era para transarem mais), e disse que aquilo nao passou de uma fuga, pois quando ela chegou em casa havia flores e pedidos de Desculpas do namorado! Esta meio estranho sua "estória"!!???

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget