Ménage - Realizando as Taras de um Casal

Iniciei na arte do ménage há pouco tempo e já tive várias experiências prazerosas. Uma delas foi com um casal muito legal que conheci através de uma casa especializada em troca de casais aqui na nossa cidade. Quinta-feira, solteiros podem ir sozinhos e foi nesta oportunidade que tive a felicidade de encontrá-los.

Antes de iniciar a narração de minha aventura devo dizer que desde a minha adolescência sempre fui louco por bundinhas. Não importava se era de homem ou mulher, ficava de pau duro só de vê-las e imaginar um cuzinho rosado entre as nádegas suculentas. Acabei ficando viciado e em todas as relações procuro colocar no cuzinho das garotas que arranjo por ai.

Voltando ao relato, o casal formado por Márcio e Natália eram muito fogosos e, no clube onde nos conhecemos, já me contaram algumas de suas fantasias que me comprometi em realizá-las em uma próxima oportunidade. No clube apenas bebemos, conversamos muito e trocamos confidências. Acredito que a afinidade foi recíproca, pois não demorou muito e eles me ligaram para marcar direto em um motel.

Assim que chegamos nos servimos de um wisky e Natalia já foi se despindo mostrando toda a exuberância do seu corpinho loiro e mignom. Ela era linda e um tesãozinho de mulher, usava uma calcinha preta fio dental e um sutiã super ousado. Assim que a vi daquele jeito meu cacete ficou duríssimo e também tirei a roupa. Marcio ficou só observando quando Natália se ajoelhou aos meus pés e foi enfiando meu cacete na boca. Ela o chupava com sofreguidão, lambendo toda a extensão, cuspindo na cabeça e tornando a engolir de novo o deixando bem babado.

A chupeta da loira Natália era demais e não resisti enchendo sua boquinha com minha porra. Com longos jatos, urrei de prazer enquanto ela engolia o liquido branco e cremoso em grandes goles. Ela o chupou até deixá-lo limpinho. Olhei para o Márcio que estava com o pau de fora se masturbando, reforçando seu lado voyeur.

Então coloquei Natália na cama, que ficou de pernas abertas me olhando de forma marota. Ela tinha uma bucetinha com pêlos castanhos claros bem aparados e lábios vaginais salientes. Nesse instante Natalia olhou para o marido e disse:

- Tá vendo tudo meu corninho? Tá vendo a bucetinha de sua mulher quer vai ser comida por outro macho?

Aquilo pareceu excitá-lo ainda mais e Márcio ejaculou sozinho, se masturbando com a cena. Natalia pediu para que eu me deitasse na cama de barriga para cima e veio por cima de mim ajeitando sua buceta úmida sobre o meu cacete. Senti como ela era apertadinha quando lentamente foi sentando em cima de mim até eu estar totalmente dentro dela.

- Que delicia de cacete! – disse ela rebolando em cima de mim e começando a me cavalgar com maestria. Ficou assim por alguns minutos até gozar gemendo alto e se contorcendo toda.

Não saciada Natalia, desencaixou meu pau e começou a chupá-lo novamente. Então disse ao seu marido:

- Vem meu corninho, vem para cá! Sei que você também está louco para chupar este cacetão gostoso. Lembra das vezes que chupava o pau do seu funcionário no estoque da loja? Vem logo...

Márcio sorriu e veio em minha direção. Em nossas conversas anteriores já havia me explicado que também gostava de um cacete e eu não me opus aos seus desejos. Então ficaram os dois se revezando em me chupar. Márcio parecia uma putinha me lambendo as bolas e o pau. Achei aquilo maravilhoso. Ter o casal dividindo meu cacete.

Alucinada de tesão Natália ficou de quatro e pediu para que eu metesse na sua buceta. Comecei a fuder a loirinha enquanto Márcio, embaixo dela, lambia sua buceta e minhas bolas. Não agüentei mais e anunciei que iria gozar. Ele tirou meu pau de dentro da sua esposa e fez com que eu gozasse em todo sou rosto. Natalia gozou em seguida e Márcio gozou com sua esposa chupando o seu pau. A safadinha ainda lambeu todo o rosto do marido limpando a porra que escorria pela sua face.

Após esse encontro ainda nos encontramos mais algumas vezes, até ele ser transferido para São Paulo. Em outra oportunidade realizei a fantasia de Natalia que era ver seu marido ser fodido por outro macho, mas isso conto em outro relato.

Conto erótico by Sérgio

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget