Dando na volta da festa

Olá pessoal, este é meu primeiro conto. Sou gaúcha, loirinha, 1:65, 54kg, bundinha arrebitada, seios durinhos, bucetinha e rabinho depilados.O que vou contar ocorreu semana passada quando voltávamos de uma festa em um Sitio aqui perto de Porto Alegre.

Estávamos em 5 num carro, 3 amigas e 2 amigos, porem na volta, já eram umas 4h, decidimos ir embora e quando o cara que passei a noite disse q estava precisando de carona. Como o sitio é afastado, concordamos. Como não tinha lugar, acabei indo no colo de Marcos, esse era seu nome, um moreno, surfista que sempre fico nas festas, até então só nos amassos.

Como temos que percorrer 80km, logo no inicio da viagem senti sua mão boba nas minhas pernas, pois estava de mini-saia, só de provocação, abri de leve e logo senti sua mão tocar minha xota por cima da calcinha, nossa, fiquei molhada na hora, tava loca pra dar mas não tinha como, foi quando tive a idéia de pedir para ir ao banheiro, Cláudio, que estava dirigindo, parou num posto, fui até o banheiro, dei uma bela mijada e propositalmente fiquei sem calcinha, voltei para o carro e ao entrar, virei de bunda para marcos mostrando, pois minhas amigas, bêbadas já estavam no quarto sono.

Seguimos viagem, logo senti sua mão novamente, agora mais agressiva, senti seus dedos alisando minha buceta que já estava encharcada e volta e meia seu dedo descia até meu cu que piscava de tesão. Senti que ele tentava abrir sua calça e com a desculpa de fala com Cláudio que dirigia, me curvei para frente.

Foi o que bastou, senti seu pau roçando minha buceta e quando senti que a cabeça tinha entrado, sentei bem devagar, minha nossa, seu pau era imenso, fiquei rebolando indo no embalo dos movimentos do carro, Marcos me segura com força pela cintura e enfiava fundo.

Me levantei mais uma vez e com a mão posicionei na entrada do meu cu, comecei a sentar e senti aquele cabeção entrar, me sentia sendo rasgada, seu pau foi entrando cm a cm me alargando, meu cu pegava fogo.

Logo estava com tudo aquilo enfiado no rabo, tinha que me controlar para não gritar, no balanço do carro aquele pau entrava e saia do meu rabo me levando a loucura, senti então Marcos me segurar com força, enfiou fundo, senti seu pau inchar e logo o calor da sua porra me inundando o cu, que delicia, não agüentei e gozei com a mão na boca, tive que me controlar. Ficamos ali paradinhos, senti seu pau amolecer aos poucos dentro de mim e logo sair, me sentia toda melada, pois escorria porra do meu cu.

Descemos na frente do meu prédio, nos despedimos e combinamos de nos encontrar no outro dia. Chegando em casa, tomei um banho e ao olhar no espelho, meu cu estava enorme. Antes de dormir, ainda bati uma siririca gostosa pensando na aventura.

Beijos a todos

Conto erótico recebido por email - autora anônima

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget