Com a Lourinha da Faculdade

Oi como esse é meu primeiro conto vou me apresentar, sou branquinho, cabelos morenos, olhos castanhos, 1.78 de altura e 78 kg e me acho muito bonito, mas como não estou aqui para falar de mim vamos à história. Nesse dia acordei com um puta tesão danado, era uma sexta-feira e tinha que ir trabalhar passei o dia inteiro pensando em ligar para alguns rolinhos que tenho para dar uma voltinha Mas não estava a fim de ver sempre as mesmas rachinhas decidi arranjar uma nova.

Quando sai do serviço fui em casa tomei um banho bem gostoso bati uma e fui para a facul sossegado, já no bus quando via alguma gostosinha entrar já tremia só de me imaginar chupando ela bem gostoso. Chegando a facul via mulherada por todos os lados, fui até minha sala e logo sai correndo de lá, pois faço Engenharia Mecânica e na minha sala tem 90 Homens e 1 mulher. Fui até o bar tomar uma cervejinha bem gelada para ver se acalmava meus hormônios mais estava muito difícil.

Foi quando eu vi entrar uma loirinha maravilhosa tinha um corpinho perfeito que logo fiquei de pau duro, quando ela passou por mim deu uma olhada como pagando um pau, pois como eu falei sou bem gatinho. Vi-a passar e se sentar numa mesa que tinha mais 2 lindas meninas e continuei a tomar minha cervejinha dando umas olhadas para aquela loirinha e via ela me olhando de vez em quando.

Como não sou nada tímido fui até elas pedi licença e sentei-se à mesa com elas, elas não entenderam nada mais fui logo me apresentado e comentando que os pessoais da minha sala são aqueles CDF´S e não sai da sala para tomar uma cervejinha, e estava sozinho e queria fazer uma amizade. Elas concordarão e logo foram se apresentando a loirinha que eu já estava de olho foi logo sorrindo e disse que seu nome era Simone tinha 18 aninhos e tava na mesma sala que as outras, que se chamavam Mariana e Gisele.

Fiquei conversando com elas e fiquei surpreso, pois todas me davam a maior atenção para minhas besteiras nisso a loirinha disse que iria voltar, pois tinha que pegar o material na sala porque não iria mais assistir nenhuma aula. Como eu estava interessado nela falei que tb iria buscar o meu (que eu já tinha deixado no carro desde que cheguei a facul). Saímos do bar e entramos na facul, nisso fui conversando com ela quando ela falou.

– Seu bloco não é para lá, eu então puxei ela e falei que queria saber era dela e não do meu bloco.

Então dei um beijo maravilhoso como se nunca tivesse beijado antes nossas línguas no maior entrosamento, ai paramos e me ofereci a ir com ela buscar o material ela aceitou nisso fomos como dois namoradinhos de mão dadas ela chegou a sua sala entrou e pegou seu material e saímos para buscar o meu. Quando cheguei em minha sala fui até um camarada e falei para ele me emprestar o livro, pois tinha deixando o meu no carro e não podia dar brechas.

Quando sai falei se ela não queria ir até o oitavo andar o ultimo que era aberto e tinha uma linda visão de sampa. Ela prontamente aceitou e fomos subindo, chegando lá em cima começamos um esfrega que as minhas mãos iam deslizando sobre seu lindo corpinho.

Quando disse para irmos a algum lugar que podíamos dar um amasso mais forte, lá em cima já não tem quase ninguém, pois sós salas de desenho e só uma sala tava tendo aula, como a escada de incêndio daquele andar é bem conhecido como o motelzinho da facul a levei lá chegando fui logo agarrando ela e dando um beijo maravilhoso foi quando ela começou a chupar minha orelha e fiquei doido, fui puxando sua blusinha e ela estava sem sitiem logo vi aqueles peitinhos que parece uma maça com o biquinho rosa e duríssimo fui passando a língua envolta deles e ela ficando alucinada nisso ela já pegou no meu menino e foi alisando por cima da calça.

Pus uma das minhas mãos por baixo daquela sainha e vi que a calcinha dela estava encharcada afastei um pouquinho e comecei a masturbar ela e punha e tirava a pontinha do dedo e ela cada vez ficando mais alucinada, quando me abaixei e comecei a chupar aquela bocetinha maravilhosa estava lisinha aquele sabor era demais quase gozei só de sentir aquele gosto fiquei chupando por um tempo e logo ela tava se retorcendo e gozando tudo em minha boca.

Chupei sem deixar uma gotinha vazar então me levantei e dei um beijo na boca dela para ela sentir o seu gosto ela ficou que parecia estar possuída então abaixou puxando minha calça e chupando meu pau ferozmente chupou muito mas como eu disse que tinha batido uma antes de ir a facu ia demorar um pouco para gozar foi quando ela se levantou e falou para penetrar ela que já não agüentava mais de tesão.

Como sempre ando com uma camisinha logo peguei ela encapei o menino e fiquei roçando naquele grelinho ela já totalmente descontrolada me segurou firme encostou a cabecinha na portinha e encaixou com muita força que quase gozei nisso começamos um vai vem totalmente sem controle e logo já gozei e gozei muito mais o meu pau não abaixou fiquei dando uns beijinhos nela e ela logo querendo mais

Como não tinha mais camisinha foi no pelo mesmo na hora fiquei preocupado mais depois fui tomado pelo tesão virei ela de costa para mim pus as mãos delas na parede e encaixei com força e fiquei bombando forte que logo ela tava gozando de novo só que ela não parava mais de gozar quando o tirei me abaixei chupei aquele gostinho maravilhoso que ela tinha e molhei sei cuzinho com a sua própria porra na hora comecei a enfiar um dedo naquele rabinho delicioso só para saber a reação dela, mas para minha surpresa e reação dela foi rebolar.

Logo já esta com 3 dedos alargando aquele rabinho para enfiar foi quando ela falou fode meu rabinho bem gostoso que eu adoro dar ele logo puis a cabecinha depois que tava encaixadinho dei um tranco que ela gritou que eu acho que a faculdade inteira ouviu mais há essas horas não tava mais nem ai para os outros fiquei com o meu pau paradinho em seu rabo um tempo ate ela se acostumar.

Logo depois já tava bombando gostoso naquele cuzinho maravilhoso e ela batendo uma siririca nisso já vi ela se retorcer e gozar de novo e ela falava fode o cu dessa putinha fode que eu gosto ele vai ser só seu a partir de hoje, essas palavras me deixarão tão excitado que avisei que ia gozar e ela falou para eu gozar na sua boca foi quando eu tirei ela pós na boca eu já comecei a esporar ela chapava com gosto depois de terminar ela deixou ele limpinho, se arrumamos e saímos de lá saindo pela porta tinha um casal entrando logo começamos abrir e fomos ao banheiro se limpara.

Sai e fiquei esperando ela quando ela saiu só de olhar meu pau já dava sinal de vida falei se ela não queria sair comigo ela falou que tinha combinado de sair com suas amigas mais iria falar com elas quando descemos para o bar ela cochichou com as suas amigas e falou que nos íamos sair todos juntos e adivinha onde fomos os quatro parar mais isso é outra história e depois eu conto.

Conto erótico recebido por email by Ganj Hamen

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget