Virei Uma Travesti Gostosa e Safada II

Eu estava sentada na poltrona no sofá quando ouvi o interfone tocar! Finalmente meu cliente tinha chego. Este já era meu conhecido e como sempre cumpria o horário de forma pontual. Olhei em volta conferindo se estaria tudo no lugar e sorri orgulhosa. O quarto estava muito bonito com uma luz suave, legião urbana nos CDS e um incenso soltando um leve aroma de canela no ar.

Olhei-me no espelho e gostei do que vi. Achei que estava muito bonita, neste instante fiz as contas e calculei que já fazia um ano que estava fazendo programas e na minha aparência, cada vez mais modificada pelos hormônios, percebi que fisicamente não tinha nada que lembrasse um homem. Minha transformação em mulher estaria quase completa se não fosse o pênis que sentia pressionado em minha calcinha minúscula por baixo do vestido de algodão.

Ouço a campainha, ele já estava na minha porta. Olhei uma ultima vez virando de lado e admirando minha parte preferida no espelho, havia aprendido um truque feminino que ao usar sapatos altos ele deixava minha bundinha ainda mais empinadinha. Abri a porta e ele entrou me dando um selinho nos lábios. Já conhecendo o caminho ele entra e eu o convido para sentar, sem demonstrar muita cerimônia já vem me beijando a boca e alisando meu corpo.

- Você tá muito linda! Hoje eu vou me acabar, quero beijar toda esta bundinha. – disse ele em meu ouvido me deixando toda arrepiada.

Seus lábios beijam meu pescoço e com as mãos ele desce as alcinhas de meu vestido. Sem tirar meu sutiã ele o abaixa apenas liberando o biquinho de um dos meus seios. Sua língua brinca de um lado para outro, de cima para baixo, alternando entre linguadas e mamadas como se quisesse tirar leite de meus peitos. Sinto um calor subir pelo meu corpo, vou ficando com tesão e acaricio seu pau por cima da calça social. A dureza mostra o quanto ele esta desejoso por sexo. Uma vontade louca de te-lo em minha boca me invade.

- Estou louca para sentir o teu pau na minha boca. Deixa eu chupar essa delicia? – Peço ao meu macho.
- Claro, estava com saudades dessa sua boquinha – ele vai dizendo enquanto abaixa suas calças e cueca.

O cheiro de sua porra , vazando de tanto tesão, me deixa com água na boca e o engulo de uma só vez. Passo a sugar, primeiro lentamente, enquanto acaricio suas bolas aplicando uma leve pressão. Sei que ele adora quando o massageio seu saco e seus gemidos me estimulam a fazer aquilo com mais afinco... Não demora muito e sinto sua porra se despejar sobre minha língua em abundancia. Ou fazia tempo que ele não transava ou ele sentiu um tesão incrível na minha chupada. Engulo tudo o que posso até deixá-lo limpinho. Terminado o primeiro tempo o convido para irmos até minha cama.

Ele termina de tirar toda a sua roupa e eu fico apenas de calcinha, mas ele não demora a tirá-la. Ao ver que estou com o membro duro o masturba sem muito jeito. Sei que ele não curte muito tocá-lo, mas diz que também quer me dar prazer. Às vezes penso como um homem procura um travesti se não gosta de cacete. Talvez não tenha coragem de admitir ou sua vontade esteja escondida sobre um manto de preconceito e machismo. O verdadeiro prazer não tem sexo e hoje tenho noção que todo homem gosta ou gostaria de transar com um travesti.

Ele me coloca na sua posição favorita: comigo de quatro na beirada da cama toda oferecida a ele. Sua boca beija minha bunda e suas mãos as apertam com vontade.

- Que bundinha gostosa você tem... Que delicia...

Sua língua acaricia meu anus até deixá-lo molhadinho e melado. Ofereço uma camisinha e um gel para lubrificar ainda mais seu pau. Ele usa os dois e começa a penetrar. Vou sentindo aquela ferramenta dura e latejando me preencher toda. Quando seus pentelhos encostam na minha bunda. Coloco as mãos para trás e puxo ainda mais seu corpo de encontro ao meu. Que delicia é ser comida por uma pica gostosa como a dele. Ficamos nesta posição por alguns instantes e vou por cima dele cavalgando como uma amazona. Antes de gozar ele tira seu pau para fora e me pede para fica de joelhos em sua frente. Seu pau goza explodindo em meus seios, aproveito para espalhá-los por eles.

Ele deita na cama ofegante e dizendo que eu estou cada vez mais gostosa. Logo o tempo combinado se esgota e ele vai embora se despedindo como entrou com um selinho em meus lábios.

Não disse anteriormente, mas o programa é cobrado adiantado e depois que ele vai embora vou guardá-lo em lugar mais seguro. Olho para o bolo de notas e fico alegre, o dia tinha sido proveitoso e superara as minhas expectativas.

Tomei um longo banho me deixando novamente limpa e cheirosa. Minha popularidade havia aumentado e vários homens estavam procurando meus serviços. Eu sou branquinha, tenho cabelos loiros naturais, olhos verdes e corpinho de ninfeta: sou magrinha e cheia de curvas. Algumas naturais e outras reforçadas pelos hormônios femininos que tomo constantemente.

Sentada em minha cama penso como parece que foi ontem que sai de casa expulso pelos meus pais ao descobrirem minha condição sexual. A decisão acertada de fazer programas aconteceu naturalmente e me faz ganhar um bom dinheiro fazendo o que eu gosto. Alguns homens desejam que eu seja passiva, mas a maioria gosta mesmo é que eu os coma bem gostoso. Talvez seja melhor para eles serem comidos por um homem com corpo de mulher. Se vocês soubessem a quantidade de homens casados que me procuram... E eu adoro atender todas as suas fantasias, realizar os desejos que com as mulheres não conseguem cumprir...

Este é o segundo relato de minha vida como travesti. Hoje tenho 20 anos e não troco por nada a vida que tenho. Moro em um apartamento legal, tenho carro, curto baladas nos finais de semana e estou feliz com minha condição de menino – mulher e digo a todos que se têm fantasias com travestis  que a realizem! Vocês irão encontrar um prazer incrível na junção de um corpo masculino e feminino.

Conto erótico por Barbie Sapeca
O primeiro conto desta autora foi : Virei Uma Travesti Gostosa e Safada

4 comentários:

Anônimo disse...

que lindo seu conto mais vc transa com garota lesbicas bjs eliane

Mario disse...

delicia seu conto, aliás vc deve ser uma delicia mesmo. adoraria ti conhecer pra fazer tudo possível. vc é de onde???

bjssss

Anônimo disse...

Delicia seu conto! Tenho desejo em tranzr com travresti.
Gozo sempre lendo contos e vendo filmes, fico cheio de tezao....
Bjs pra vc!

Anônimo disse...

VC é da onde gata? Passa seu skype ou whatsapp?

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget