A Primeira Vez que Gostei de Dar

Já tinha feito sexo com alguns antigos namorados, mas sempre achei que faltava alguma coisa. Sempre tive o maior tesão por um visinho meu, mas nunca tive coragem de me insinuar, mas como tava na maior seca, louca pra dar uma trepada, decidi partir pra cima.Num certo dia coloquei uma saia jeans bem curtinha e uma blusinha cor de rosa sem sutiã e na primeira oportunidade puxei assunto e comecei a olhar pra ele de uma maneira diferente e convidei ele pra fazer um programa pra descontrair. Ele me perguntou:

- Que tipo de programa? Respondi:
- Só depende de você.

Isso foi suficiente,ele me convidou pra entrar no ap dele e ligou o dvd dizendo que ia colocar um filme. Como ele não era nada bobo o filme era pornô. Ele sentou no sofá, e apontou pro espaço vazio no lado dele e disse: senta aqui, senta! Sentei bem juntinha dele e ele logo partiu pra cima, colocou a mão no meio das minhas pernas me puxando pro lado dele.

Aquela mão foi explorando cada pedacinho, e quando o percebi já enfiava um dedo na minha bucetinha, que já tava explodindo como um vulcão de tão molhada. Ele ficou naquela provocação por um tempo, mordia minha orelha e dizia baixinho:

- Ta querendo dar minha mimosa? Não vai se arrepender de me provocar! Vou te comer todinha!

Fiquei louca com aquilo, eu tava louca pra dar pra ele, abri sua calça jeans e comecei a provocá-lo, ele se levantou rápido e tirou as calças e as cuecas deixando a mostra o maior pau que já vi, com uns 22 cm, fiquei louca e cai de boca naquele pau e fiz um boquete que ele jamais vai esquecer,lambi o saco dele, e mamei bastante naquele pau.

Ele se afastou e sentou no sofá de novo, eu fui por cima, coloquei uma perna de cada lado e fui sentando naquele pau, que latejava de tanta ereção. Fui sentando de vagarinho e de repente tava com todo aquele pau dentro de mim. Ele ria e dizia senta vadia, senta no pau, que é isso que tu á querendo. Depois de cavalgar naquele pau e gozar gostoso, quase aos gritos, ele deu uma gargalhada e me disse, agora vamos parar de brincar, você vai ver o que é ser fudida.

Ele me colocou de quatro apoiada na guarda do sofá e enfiou com tudo na minha bucetinha, ele parecia que não cansava, e enfiou bem forte, eu sentia o saco dele batendo na minha bunda, ele metia sem piedade, puxava meu quadril pra trás e dizia: - Era isso que tu queria vadia??? Tava querendo pau. Comigo você vai ter pau, vai ter até pedir pra eu parar. Aquilo me deixou com mais tesão ainda e eu gritava de prazer e pedia mais e mais, isso parecia que irritava ele, ele puxava meus cabelos pra trás e metia mais e mais e mais.

Ele saiu de repente de dentro da minha bucetinha e começou a brincar só na portinha, arrastava aquele pau desde meu cuzinho até bem na frente, e fez isso muitas vezes, quando ele parou com aquele baita pau na entrada do meu cuzinho achei que ele queria só me provocar, eu nunca tinha dado meu cú e achei que ele iria falar alguma coisa se quisesse, mas ele me segurou forte pelo quadril e meteu de uma só vez aquele pau no meu cuzinho, tentei fugir, mas ele me segurava firme e metia mais e mais, foi uma dor terrível, ele me arrombou toda de uma só vez, eu gritava de dor, ele ria e dizia grita vadia, não era o que tu queria?

- Achou que eu ia me contentar só com a buceta? Eu sentia aquele pau desfazendo as minhas pregas e ele começou um movimento de vai e vem, e depois de alguns minutos a dor foi passando, e comecei a gostar daquilo, e ele foi metendo e metendo, e arrombando, me comendo todinha, eu gozei gostoso, sem parar com aquele pau entrando e saindo do meu cu. Ele voltou a meter na minha buceta e foi aumentando cada vez mais o ritmo, eu já tava toda assada, mas ele não parava, e me pegava cada vez mais, até que ele gozou dentro da minha buceta, me encheu de porra, que escorria pelas minhas pernas.

Depois disso nos atiramos no chão da sala e começamos a ver o filme pornô que tinha ficado esquecido. Foi uma trepada maravilhosa, finalmente achei um homem que me fizesse sentir realmente fudida, arrombada e acabada.

Conto erótico recebido por email by Lele

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget