A Neta da Dona Marta

Este relato é verdadeiro e seus nomes não foram trocados! Estava eu Juliano fazendo meus exercícios matinais normalmente num domingo! Pratico artes marciais e por isso treino todos os dias! Já totalmente tomado pelo suor e com os músculos contraídos retirei minha camisa só ficando com a calça do kimono!

Não percebi que havia uma pessoa me olhando, pois ao lado morava um casal velho e eu não conversava muito com eles! Praticando algumas voadoras de relance percebi ao girar uma pessoa me fitando! Só que quando olhei de novo esta tinha sumido!

O dia estava perfeito não tinha ninguém em casa, pois minha família tinha viajado para uma cidade próxima visitar uns parentes. Preparando o almoço sou interrompido por um chamado no portão. Fui ver quem era! Era a senhora Marta que morava ao lado. Dirigindo-me a ela não percebi que esta estava acompanhada!.Estando eu meio longe do portão ela já indagava:

-Por favor, filho posso usar seu telefone!

Eles não possuíam telefone e minha mãe os deixava usarem o nosso, então mandei que ela entrasse: -Entre dona Marta. Foi quando lembrei que a carne estava no fogo e estava quase queimando. Corri para cozinha.Depois de um breve tempo dona Marta entra..Eu a vejo entrando pelo vidro da cozinha .mas acompanhada por alguém.

.No momento pensei que fosse o senhor Felício, mas quando me viro. -Juliano esta é minha neta Samantha. Ela veio passar um tempo aqui enquanto eu e meu marido vamos viajar! Eu fiquei sem fala.

. -Bom dia Fabiano. Meu nome é Samantha da Silva!..
-Prazer. É ...Bem .O telefone está na sala pode entrar dona Marta!

Eu parecia um otário! Mas também podia a menina era um anjo. Com seus 16 anos e seu rosto angelical ,conseguiram conquistar meu coração de 17 anos. Ela era morena muito gata. E aparentava ser muito tímida. Depois de ficar reparando tanto nela até deixando ela envergonhada de tanto secá-la até que ela falou:

-Fabiano o que você estava fazendo?
-Cozinhando. por que? 
-Porque o que lá se fosse já era! -dizendo isto ela aponta para o fogão.

Olhando para ele percebo que meu almoço já era. 
-Pôde deixar eu arrumo isto para você.-dizendo isto ela começa a limpar o fogão.

Fazendo isto eu comecei a fita-la pois ela esta de costas e não tinha angulo melhor. Ela tinha uma bunda tão arrebitadinha tão gostosa que na hora que a vi o tesão tomou conta de mim! 

-Você é daqui?- perguntei a ela. 
-Sou, eu moro na vila. Nisto quando percebo dona Marta já havia acabado de ligar e já chamava Samantha para ir. Despedi-me das duas e as acompanhei até o portão. Percebi que ao fitá-la ela me retribuía com sorrisos lindos. Mais tarde, depois de improvisar uma comida, fui tomar um sol à beira da piscina. Quase dormindo acordo com uma voz angelical:

-Quem é a felizarda de tudo isto?-perguntou Samantha sentada em cima do muro trajando um vestido curto que realçava mais ainda seu corpo.

-Se você se refere a alguma namorada. A resposta é uma : de ninguém!-afirmando isso percebo que um leve sorriso brota nos belos lábios de Samantha!

-Você está sozinha?-pergunto-lhe já com segundas intenções.
-Não meus avós estão de saída daqui a pouco. Bom minha vó me disse que você acessa a internet é verdade?
-Bom eu acesso por quê?
-Eu sempre tive curiosidade em conhecer! Dizendo isto não esperei, mas uma palavra.
-Bom você quer conhecer mesmo?
-Quero! 
-Venha a minha casa às 8:00 horas que eu lhe mostrarei.

Ela com um grande sorriso agradeceu e confirmou sua presença.  Na hora combinada ela chega trajando um lindo vestido branco, muito bem produzida, cumprimenta-me e depois entra.

-Você vai sair depois daqui?
-Não por quê?
-Pois está linda.

Dizendo isso eu a deixo encabulada e vermelha. Eu estava trajando uma calça de moletom e uma camisa preta do Iron Maiden. Encostei a porta da cozinha, pois no bairro que moro todo cuidado é bem-vindo. Levei-a ao meu quarto coloquei uma cadeira ao meu lado e comecei a conectar na internet.

Depois de mostrar para ela alguns sites eu mostrei o bate papo. Entrei, conversei com algumas pessoas e depois a deixei acessar um pouco. 
-Bom vou entrar em outra sala. Tudo bem?-indaga Samantha com sua voz melodiosa. 
-Fique a vontade gata! 

E para meu espanto adivinhem em que sala ela entrou. Na sala de sexo. Eu não a impendi. Ela pediu-me umas explicações sobre os comandos e eu dei. Foi quando para demonstrar um comando precisei pegar o mouse ficando a poucos centímetros de seu rosto e aconteceu o que eu queria um beijo ardente e gostoso.

Foi quando percebi que ela armou tudo isto só para ficar comigo. Quando me dei por si ela estava sentada em meu colo de frente para mim com suas pernas se roçando com as minhas. Eu como sou um tarado, não deixei por menos comecei a acariciar sua bunda , que para retribuir ela pegou em meu pênis e começou a masturbá-lo..

Eu tomado pelo tesão retirei as alças de seu vestido e comecei a chupar seus seios que estavam duros de tesão. Depois se levantando e retirando completamente o vestido ficando somente de calcinha ela pediu que eu ficasse sentado, e eu obedecendo recebi um grande prêmio.

Ela pediu que eu fechasse meus olhos e quando senti seus lábios carnudos e gostosos chupando meu pênis não acreditei. Como aquela coisa celestial poderia esconder um demônio do prazer. Depois de literalmente mamar em meu pênis era minha vez de retribui e retirando sua calcinha comecei a chupar com gosto aquela bucetinha. Era uma delícia eu a fiz gozar só com a língua mesmo assim seu fulgor continuava.Foi então que ela me disse:

-Vou te contar uma coisa. Sou virgem!

Quando ouvi aquilo quase fiquei louco, uma virgem só pra mim beleza!

-Tratarei de você com carinho gata!

Dizendo isto começamos a fazer um delicioso meia-nove. Depois chegou a grande hora perfurar aquele cabaço delicioso. Acomodei-me na cama e pedi para ela sentar em meu pênis, ela fez sem demora. AHHHHHHHH!Delícia no começo ela estava meia morta, mas depois um vulcão tomou conta dela. Ela mexia alucinadamente e meu pênis estourava de tesão ela gemia e gostava muito!

Depois de um tempo gozei novamente, e ela pediu que trocássemos de posição e eu aceitei. Ela ficou de quatro e eu admirei aquela gruta do amor e então ela pediu que nos juntássemos de novo. E eu fiz sem demora.. A cama mexia gemidos de prazer ecoavam no ar. Depois de uma bela metida de quatro e me pediu, mas uma coisa que eu fizesse uma espanhola nela. Pois ela tinha assistido um filme e gostaria muito de realizar aquilo. Não recusei. E então me levantando comecei a bater uma deliciosa punheta nos belos seios de Samantha... Quando percebi que iria gozar avisei Samantha:

- Samantha. Não agüentarei irei gozar!

Dizendo isto, imaginei que ela pararia de movimentar seus seios e de chupar meu pênis. Mas foi ao contrário ela começou mais rapidamente e chupou mais fortemente meu pênis. Gozei. Ela chupou tudo . No dia seguinte continuamos, mas isso eu vos conto em outra ocasião.

Conto erotico recebido por email - Usuário Anônimo

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget