Dois Homens e uma Mulher

Certa vez, em uma empresa em que trabalhei, conheci uma moça de mais ou menos uns 38 anos. Ela era muito bonita e madura, não sei, mas as mulheres mais velhas me atraem, ela era casa da e tinha dois filhos.

O tempo foi passando e nós fomos ficando amigos e cada vez mais íntimos, até que em uma de nossas conversas ela começou a reclamar do marido, apesar de não ser casado, dei alguns conselhos e ficou por isto mesmo.

Nossas conversas cada vez ficavam mais íntimas até que começamos a falar de sexo. Ela me falava o que fazia com o marido, o que não era nada de mais, e eu falava das minhas aventuras. Um certo dia ela me pediu para ir a sua casa para trocar um fusível, pois o marido havia ido viajar. Como ela morava perto da empresa e tinha muito medo de eletricidade resolveu me pedir.

Aceite ir lá de imediato, pois ela me deixava frequentemente excitado e em uma das vezes que eu estava excitado eu a peguei olhando para meu pau e eu achava que poderia rolar algo, pois desconfiava que ela se insinuava para mim.

Era uma sexta feira e os seus filhos não estavam, pois ela tinha os mandado para a sogra que morava no interior. Em alguns segundos troquei o fusível, em seguida ela me ofereceu uma bebida e ficamos conversando.

Como eu não tomava atitude ela sem mais nem menos se sentou do meu lado, pegou no meu pau, que já estava duro, pois nossas conversas estavam um pouco libidinosas, e me beijou. Ficamos nos acariciando, ela sem parar de me beijar abriu minha calça, tirou meu pau para fora e começou a chupá-lo.

Fiquei ali jogado na poltrona, com os olhos fechados enquanto ela me chupava, ate que quando eu senti que não ia agüentar mais pedi para ela parar, pois iria gozar em sua boca. Mas que nada! Ela chupou com mais vontade e gozei gostoso em sua boca. Ela deixou respingar em seus seios e espalhava por seu corpo com a mão.

Após gozar abri os olhos e vi que o marido dela nos olhava. Fiquei assustado e sem reação, mas o próprio marido me explicou que eles tinham armado tudo e que a mulher queria transar com dois homens ao mesmo tempo, mas ela não quis me contar, pois ficou com medo de me afugentar.

Mais tranqüilo disse que não queria que aquilo eu nunca tinha feito e que provavelmente eu nem conseguiria ter ereção, pois eu não gostava muito da idéia. Mas ela me pediu e implorou e depois de muito tempo conseguiu me fazer ficar olhando eles transarem. Me disse também que se na hora me desse vontade eu poderia entrar na festa, pois ela estaria me esperando com muita ansiedade.

Ela começou atirar a roupa: primeiro a camisa, que revelou um sutiã meia taça branco e transparente que dava para ver os bicos de seus seios, depois deixou a saia cair, ela estava com uma calcinha minúscula, ao tirá-lá vi que estava toda raspadinha e sua vagina era realmente muito carnuda e gostosa.

Quando percebi o marido já estava sem roupa e chupava os seios de sua mulher. O seu pau era realmente muito grande, ele sentou-se de frente para mim e ela se sentou por cima de frente para mim também. Ficando de costas para ele, abriu as pernas de um jeito muito sexy e com as mãos colocou o pau do marido na direção da sua buceta, começou a roçar e de repente se sentou com toda a forca. Era uma visão maravilhosa.

Já havia visto isto em filmes, mas não sabia que ao vivo era muito melhor, meu pau ficou muito duro e sem mais preconceitos, tirei a roupa. Quando me virei ela já estava em outra oposição, virada para ele. Como nos filmes molhei o meu pau com minha própria saliva e sem cerimônia coloquei em seu cuzinho, era apertado, mas quando consegui penetrá-la totalmente ficou melhor.

Ela ficou louca e eu pensei: já que estou na chuva vou me molhar. Comecei dar umas estocadas e fiquei com receio que ela mandasse parar, mas que nada. Cada vez ela pedia com mais forca, o marido por sua vez também dava as suas estocadas. Eu podia sentir o seu pau dentro do corpo dela, ate que não agüentando mais eles gozaram eu demorei um pouco mais, mas quando gozei ficamos grudados por um bom tempo.

Depois trocamos, senti que aquele pau havia feito um estrago, mas aquela mulher realmente sabia o que queria. Meu pau entrava e saia daquela buceta, e cada vez ela pedia com mais forca ate que gozamos de novo.

Depois a comi de novo, só que agora sozinho. Ela subia e descia sentada no meu pau, mas como ela já estava bem arrombada, resolvi colocar em seu cuzinho, que decepção! O cara já havia arrombou o cuzinho também. Mas mesmo assim gozei gostoso.

Em outro dia ela me disse que queria repetir e eu concordei, só que eu também queria comer duas ao mesmo tempo. Então ela disse que seria fácil, pois poderia chamaria as suas irmãs. Mas isso fica para outra história

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget