Um Carnaval Inesquecível

Sempre achei que essa historia de primo transando com prima fosse historinha que homem conta-se para tirar vantagem com os amigos, mais esse ano descobri que isso pode acontecer. Tenho duas primas uma que chegou a morar na minha casa e era quase uma irmã, Andresa, e outra que era uma prima normal, Fernanda, por quem sempre morri de tesão.

Este carnaval, em 2003, estava sendo péssimo, apesar de passar com os meus melhores amigos, em matéria de mulher, não havia comido ninguém. Na terça resolvemos que cada um iria para sua casa. Foi o que fizemos. Descobri que tinha na esquina de minha casa uma festa de carnaval.

À noite fomos eu, minha tia, q é a mãe da Fernanda, e minhas duas primas. Lá pelas 01:00h da madruga, minha tia foi para casa. As 2:00h todos já quase em coma alcoólico, havíamos bebido umas 10 garrafas de vinho, fomos para casa. Bem minha casa fica em um terreno que era do meu avô, onde moram nele eu, minha prima Andresa, e a mãe da Fernanda, onde Fernanda tem uma casa em cima da casa da mãe dela.

Bem fomos todos pra casa de Fernanda. Eu já tava na maldade, Fernanda já varia vezes teve q me conter, sempre disse que éramos primos e que nada haver ficarmos, mais dessa vez estávamos bêbados e poderia rolar. Minha prima Andresa, acredito eu, percebeu a minha maldade e começou a querer a atrapalhar.

Ficamos os três umas meia hora conversando. Fernanda tava muito doida. Andresa teve que ate dar um banho nela para cortar o porre. Ela estava cheia de sono e me chamou para ir, eu disse que ia ficar, pois se chegasse em casa doidão minha mãe ia ficar puta.

Pedi a Fernanda para dormir no sofá ela disse que tudo bem, que eu podia dormi no sofá. Relutante Andresa foi embora. Fernanda encostou a porta e foi para o quarto, eu fui atrás e fiquei na porta observando, Fernanda ficou de roupão depois do banho, e eu só ficava pensando que ela poderia estar peladinha, ela arrumou os travesseiros e me perguntou se eu queria dormi na cama, lógico que disse sim.

Bem eu deitei e ela apagou a luz, quando deitou, o fez de costas pra mim, senti seu bumbum encostar no meu pau, já duro só de imaginar que ia realizar meu sonho....rs... Eu mexi no cabelo dela, colocando para o lado e a beijei no pescoço. Neste momento ela me disse espera, pensei que tinha babado, então ela disse: "vou fechar a porta". Eu delirei.

Quando voltou, eu estava de barriga pra cima, ela subiu em mim e nos beijamos, foi um beijo daqueles demorados, acho que demorou uns dez minutos. Ela levantou minha blusa e começou a beijar meu peito, ela o alisava, beijava, bem de vagar ela foi descendo, beijando minha barriga, ate que chegou em minha bermuda.

Eu abri o roupão e deixei seus belos e fartos seios a amostra. Ela tirou minha bermuda e me deixou de cueca, eu tirei o roupão e joguei longe. Comecei a mamar nas tetas dela com muita vontade, mais de cinco anos que eu queria isso, então eu parei e ela foi tirar minha cueca, meu pau duro pulou para fora apontando em direção ao rosto dela.

Não se fazendo de rogada, o colocou na boca. Que delicia...Minha priminha me chupando... Eu dizia. Bem, ela pediu que para eu colocasse a camisinha, assim que coloquei, ela montou em cima de mim. Ela rebolava como loca, parecia uma profissional. Ela debruçou sobre mim e me falou ao pé do ouvido:

- Você sempre sonhou com isso. -Cheio de tesão eu disse:
- Sim...Sim...Não para, vai gostosa realiza meu desejo...Faz seu priminho gozar.

Ela começou a gemer alto e a me arranhar. Eu pedi para comer o seu cuzinho, mais ela não quis, então pedi para ela ficar de quatro, o que prontamente fez. Posicionei meu pau na entrada de seu cuzinho, mais ela se jogou pra frente e disse que ali não.

Eu então desisti, botei ela novamente de quatro e posicionei meu pau na portinha de sua grutinha. Ela pediu para que eu enfiasse de uma vez, foi o q fiz, ela gemia gostoso. Eu socava meu pau com força e ela gemia cada vez mais alto, depois de um tempo ela pediu para mudarmos de posição.

Ela subiu de novo por cima de mim e começou a em cavalgar de novo. Ela tava fora de si, gemia de um jeito que nunca tinha visto uma mulher gemer parecia estar em frenesi. Enquanto rebolava, ela pediu:

-Chupa meu peito, são seus... chupa!.

Eu meti o bocão... Fodemos por quase uma hora e meia ate q ela caiu exausta sobre mim...Eu não tinha gozado ainda, mais estava cheio de sono... Acho que adormecemos uns quarenta minutos, então despertei cheio de tesão. Enfiei um dedo na bucetinha dela.

Senti que ela havia acordado, pois gemeu alto e profundo. Iniciei um vai e vem com o dedo, em sua bucetinha, e conforme ia ficando molhada novamente eu ia colocando mais um dedo. Consegui enfiar quatro, minhas mãos cansaram então ela veio para cima de mim. Ainda estávamos doidões

Perguntei se eu deveria colocar a camisinha, mais o tesão era tanto que ela disse que não...Montou em cima de mim e reboou violentamente em cima de mim...Que delicia...Ela rebolou ate gozarmos...Bem ela caiu ao meu lado... Percebi que ela começou a procurar meu pau com a mão, quando achou ela virou e me disse meio alterada:

-Você esta sem camisinha?

Eu disse que sim, então ela deu um pulo da cama e foi ate o banheiro. Ouvi o chuveiro ser ligado. Fui ate lá, e vi uma cena que me fez cair na gargalhada. Ela tava toda arreganhada com o chuveirinho na buceta lavando, cheia de medo ela me disse:

- Filho da puta ri, só faltava eu ter um filho teu!

Eu ri e esperei ela sair do banheiro. Bem já tava amanhecendo e me despedi... No dia seguinte fiquei cheio de medo da merda que tinha feito, eu havia comido minha prima! Fiquei imaginando o que eu ia dizer a ela...Para minha sorte, não nos vimos ate o sábado depois da quarta de cinzas. Quando nos vimos ela disse rindo..

-Caramba primo não lembro nem como cheguei em casa.

Eu ri e disse que também não lembrava...Vê se pode...rs... Depois ela me disse que era tudo mentira, que havia gostado muito e queria repetir. Mais isso é outra historia...rs

CONTO ENVIADO POR EMAIL - AUTOR ESCOLHEU SER ANÔNIMO

1 comentários:

Anônimo disse...

Incesto que é pra deixar a mulherada tarada por também o s paus gostosos de seus irmãos ,primos, sobrinhos etc.
Amaioria das mulheres se excitam lendo relatos de sexo em familia talvêz por ser perigoso e
haver o dito tabu.

Talita.

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget