Contos Eróticos: Sexo a Exaustão

Recentemente estive em Recife, terra da maior parte dos tarados dessa Internet Brasileira, e claro, conheço umas cinco pessoas de lá, e tenho uma amiga com quem tenho dividido sempre minhas experiências, e que tem feito o mesmo por mim.

Eu me encontrei com ela no primeiro dia, lá conversamos animadamente a respeito de trivialidades e no dia seguinte tínhamos uma festa armada por ela que me garantiu que satisfaria a nós duas. Era uma chácara não muito afastada da cidade, fui logo após o trabalho com a Sandra, minha amiga, e também com Anderson outro conhecido nosso.

Fizemos farra durante umas horas por lá e por volta da meia noite Sandra me arrastou para um quarto com o tal Anderson junto. Chegando lá começamos a nos despir rapidamente e em poucos minutos tinha o pau dele em minha boca, chupando gostosamente. Sandra saiu para buscar mais gente e voltou com outros 3 meninos, que nem tinha visto lá ainda.

Depois de uns minutos ela tinha sob controle dois deles e outro me chupava os seios (Anderson, já com camisinha começava a penetração) eu estava com muito tesão pois aquela semana toda não tinha feito nada esperando por esse dia, e estava muito ansiosa posso dizer.

Mal tinha tempo de ver o que a devassa da Sandra estava fazendo, mas olhei quando eu ouvi ela dizendo uns palavrões e sentando sobre uma pica muito grossa . O pau do cara brilhava denunciando o tesão de minha amiga, ela continuava a masturbar o outro cara

Foi quando senti Anderson acelerar e gemer mais forte anunciando que não demoraria a gozar. O cara que me chupava os seios e que estava assistindo também começou e me foder e colocou com muita força provocando um grito meu, já que seu pau não era dos menores também. Pedi para que fosse mais devagar mas rapidamente ele entrava e saia. Em pouco tempo o cara que era masturbado por minha amiga despejou toda sua porra sobre meu corpo sendo seguido pelo que me penetrava que gozou quantidade enorme de líquido sobre meus seios e barriga.

Eu já tinha alcançado três orgasmos ao menos e estava próxima de outro, quando o menino que estava antes entre as pernas de Sandra colocando outra camisinha chegou perto e eu, ainda de costas na cama, guiei sua pica deliciosamente grossa à minha grutinha, pedi que fosse devagar, pois não gosto de nada forte demais ou com muita pressa, ele atendeu e eu sentia aquele pau quente me alargando devagar.

Era ótimo esta sensação que logo me fez gozar no instante que senti as mãos de Sandra sobre meus seios esfregando-os. Ela por sua vez foi empurrada e de quatro naquela cama tinha agora uma pica a frente enquanto o outro procedia a penetração que pude logo saber que era anal. Sandra gemia muito e ela já havia me contado que gostava muito de sexo anal .

Mas logo eu já não podia mais notar nada ao meu lado pois o dono daquela pica deliciosa me açoitava e me fazia chegar perto de outro orgasmo louco . Gozei, ele também caindo sobre mim quase sem forças. Sandra recebeu alguns jatos de gozo na face, produzidas pelo pau gostoso, de Anderson e caiu também quando o cara que estava sobre ela deixou seu peso sobre ela.

Em pouco tempo quase refeita, fui tomar um banho para me limpar um pouco e descansar daquela foda.Ao entrar no banheiro vi que algumas pessoas que estavam de fora de nossa festinha seminus, deviam ser uns 18 a 19 ao todo,

Não tive tempo de contar pois antes de poder sequer admirar algo me agarraram e sem poder ver quem era eu fui arrastada e encurralada contra uma parede de meia altura, minha saia foi levantada e pude sentir somente o bruto colocando um pau muito quente na entrada de minha bucetinha e com um primeiro e lento golpe foi até o fundo, me empurrando as carnes também.

Delícia, ele me mantinha com o rosto para frente e não pude ver quem era até quando o senti estremecer atrás de mim e me virando vi que era Anderson que, tirando o pau de dentro de mim e retirando a camisinha esporrou em minhas pernas .

Antes de terminar de subir as escadas de volta à casa fui segura novamente, de frente dessa vez, por um outro tarado que ainda não tinha visto me dizendo que sabia que eu era uma tarada de marca maior e que ia me mostrar algo.

Fomos a um dos quartos, eu quase arrastada, e ele me fez ficar de joelhos e chupar um pau grosso e de tamanho respeitável. Depois tive que colocar uma camisinha com a boca, o que provocou risadas no rapaz devido a minha falta de habilidade

Em minutos ele estava entre minhas pernas me chupando e fazendo eu ter outro orgasmo. Entrou em mim devagar e logo já estava estocando rapidamente enquanto esfregava os dedos em meu clitóris, acelerando o ritmo de novo e anunciando que iria gozar me fez gozar também.

Eu não tive tempo de levantar e já tinha outro corpo sobre o meu, já não entendia nada, e minha bucetinha estava já dolorida, mas ainda fui castigada por um e mais outro! No fim já não sabia mais quantos haviam transado comigo, não sendo demais, mas devido ao meu estado de excitação tinha gozos mais rápidos o que me desnorteou um pouco . Acordei ainda grogue as 3:30 e fui ao banheiro zonza, tomei outro banho demorando um pouco.

Quando saí notei que quase todos já haviam voltado e achando minha amiga (na, provavelmente, única cama que não estava molhada de gozo) dormi perto dela, sentindo minha grutinha muito quente ainda.

Dia seguinte não conseguia sequer pensar em sexo e pelo que me lembre uma das únicas vezes que isso me aconteceu, depois Sandra ficou me fazendo gozações, dizendo que finalmente eu ,um tremenda putinha, tinha achado o suficiente, até você não deu conta de tanto macho.

Verdade. Mas foi uma ótima noite, o suficiente para satisfazer até a mais tarada e privada de sexo das mulheres ...

By Curiosa – por email

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget