A Primeira Vez que Comi Marília

Essa história aconteceu quando tinha 15 anos de idade. Sou filho único e na época, morava conosco uma prima mais velha com quem eu perdi a minha virgindade. Havíamos deixado de trepar porque, ela era de casa e feijão com arroz todo dia é foda! Mais vez por outra ela vinha pedir arrego e eu mandava ver.

Essa minha prima tinha uma amiga chamada Marília que tinha minha idade e sempre que chegava em casa ficava me olhando, mas nunca tive oportunidade de me chegar porque sempre que ela ia em casa minha mãe estava lá. Só falava oi e ela me respondia com um sorriso. Quando perguntava a minha prima sobre Marilia ela apenas dizia que ela tinha namorado e era moça. Que não mexesse com ela e a história se encerrava por ali.

Certo dia estava eu em casa, tinha chegado da escola e minha prima tinha saído com minha mãe para o dentista. A campainha tocou e quando fui atenderera Marília! Claro que achei super legal. Ela perguntou pela minha prima e quando soube que ela não estava fez uma carinha de decepção. Então eu, claro querendo criar um clima, falei para que ela esperasse que minha prima logo chegaria. Ela sorriu e entrou.

Dentro de casa comecei a conversar com ela e a convidei para ir à cozinha tomar um suco. Ela veio. Servi a ela e a mim e continuamos a conversar. Quando pedi pra ela colocar mais suco no meu copo, ela derrubou um pouco de suco na minha camisa. Então, lógico, minha primeira reação foi tirar a camisa, pois o suco estava muito gelado.

Então ela me pediu desculpas e disse que embora desastrada acabou sendo muito bom ela ter feito aquilo, pois sempre me via de camisa e estava curiosa para ver meu peitoral. Fiquei meio sem graça e ela disse que não ficasse, pois eu era muito gostosinho. Ai claro, devolvi o elogio:

- Mas você também é muito gostosinha.
- Você acha? O que você mais gosta em mim?
- Posso falar mesmo?
- Pode. Mas vê lá hein.
- Ah. Então é melhor não falar.
- Fala.
- Hum gosto de ver você passando. Andando.
- Por quê?
- Por causa da sua bundinha empinada. Gosto quando você vem aqui de shortinho.
- Eu sei.
- Você sabe?
- Sei, só sendo idiota pra não notar você me comendo com os olhos. Mas eu gosto! Você é bem taradinho.
- Então se você gosta você também deve ser bem safadinha né?
Ela riu e disse: - Por que você não vem aqui descobrir?

Já parti pra ela com mais de mil, assim que comecei a beijá-la já fui tirando a camisa dela e pra minha surpresa ela logo foi tentando tirar meu short. Quando pegou no meu pau disse:

- Bem que a Ana disse que você tinha o pau grande. Agora já sei por que ela chega à escola toda esfolada. Cólica o cacete!

Desceu e foi me chupar. Caraca foi uma das melhores chupetas que recebi. Ela chupava como ninguém. Fazia biquinho, cuspia e melava o rosto. Depois colocava na boca de novo. Então quando já tava bem duro, tirei o pau da boca dela e embora ela reclamasse, a coloquei no colo e levei pra cama.

Lá, tirei o shortinho dela e descobri que ela estava sem calcinha. A puta tinha tramado tudo. Ela só me pedia pra chupar meu pau e eu a mandei calar a boca. Comecei a chupar o grelo dela e logo ele já estava molhadinho. Então resolvi atender ao pedido dela e fomos fazer um 69. Depois de nos chuparmos mutuamente, coloquei meu pau na porta da buceta dela, e pensei em enfiar devagar, mas ela deu uma mexida no quadril e o pau entrou de vez. Ai ela olhou pra mim e disse:

- Se você pensa que vai meter devagar, você tá enganado. Gosto com força! Fode com força tá ouvindo?

Quanto mais metia, mais ela gemia. Começou a falar palavras sem nexo! Cara quando essa mulher gozou. Nunca tinha visto uma gozada daquela. Manja um jatinho de gozo. Eu tava de joelhos e ela deitada. Pude ver aquela cena. Inesquecível. Cara eu tirei o pau e o jatinho jorrando. E ela com o dedinho mexendo no grelo. Uma das cenas mais linda que já vi! Claro que logo fui chupar a bucetinha. Ai pediu a ela pra comer o cuzinho.

Ela fez um doce, mas acabou topando. Virou de quatro, colocou uns travesseiros na barriga e mandou-me meter de devagar. Mas eu meti com força. Quando ela fez menção em reclamar disse:

- Você gosta com força lembra? Ela riu e eu comecei a estocar! Passou um tempinho e eu disse que ia gozar.
- Onde quer que eu goze?
- Na minha boca.
- Então pede.
- Goza minha boca. Por favor!

Tirei o pau do cú dela e mandei-a masturbar de novo. Pus o pau na boca dela e comecei a foder a boca. Gozei tudo na boca dela. Foi quando percebi que a porta da casa estava se abrindo. Graças a Deus era minha prima. Ela nos pegou nus e ficou rindo. Ela disse que minha mãe tinha ido ao médico e logo chegaria. Ai Marilia saiu pela porta dos fundos e minha prima ficou rindo.

Enviado por email - autor anônimo

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget