Uma Mulher Incrível

A alguns anos atrás namorei uma garota maravilhosa, seu nome era Desiree e tinha na época 18 anos. Tinha aproximadamente 1,67, 56kg, loira, olhos verdes, lindos, pareciam de cristal. A bunda era maravilhosa. Poucas mulheres no mundo possuíam um rabinho tão lindo assim. Seus peitos também não ficavam atrás. Não eram muito grandes, mas para falar a verdade eram ideais.

Aqueles com os biquinhos bem clarinhos e bem durinhos. Um dia após uma festa na casa de uma amiga dela, Desiree, que já tinha entornado uma garrafa de vinho sozinha, resolveu me convidar para tomar uma outra garrafa de vinho em sua casa. Senti que estava ofegante, seus olhos brilhavam e suas mãos estava úmidas. Seus pais tinham viajado para o interior e ela estava sozinha. Ao chegarmos em sua casa, Desiree ligou o sou e colocou uma música bem baixinho. Pediu para que eu sentasse no sofá e neste momento ela começou a dançar no centro da sala.

Começou a tirar a roupa, peça por peça. Neste momento comecei a contemplar um dos corpos mais lindos que já vi na minha vida. Ao terminar a música Desirre já estava completamente nua e eu em ponto de bala, louco para atacar aquele monumento. O que mais aumentava meu desejo era ver aqueles pelinhos bem loirinhos bem próximos de mim. Desiree chegou perto de mim e ficou de joelhos a minha frente e me fez um pedido

Disse estava meio alta com o vinho, mas que queria fazer naquele momento algo que estava sempre em seus sonhos, ser totalmente dominada por um homem. Fiquei no momento meio confuso com a situação, mas Desirre continuou insistindo e dizendo que eu era a pessoa que iria iniciá-la nesta prática de sexo. A beleza de seu corpo e o su jeito de falar me deixava mais excitado ainda. Neste momento então, baixei a minha calça e disse que se ela queria realmente isto, que me chupasse e que botasse as suas mãos para trás. Usasse apenas a sua boca.

Ela começou então a me chupar com uma voracidade impressionante. Falava para ela que logo iria gozar e que ela deveria engolir cada gota de meu esperma. Não demorou muito e isto ocorreu. Era maravilhoso ver aquela gata chupando cada gota que saia do meu membro. Após um breve intervalo levei-a até a sua cama e a amarrei com os lençóis. B

usquei alguns prendedores de roupa na cozinha e comecei a chupar seus peitos. Quando estavam bem durinhos, comecei a colocar os prendedores. Desirre pedia mais, aquilo não era o suficiente para ela, foi então que ela me mostrou vela. Queria que eu colocasse a vela em seu rabinho. Atolei a vela toda e Desiree deu um grito de satisfação e de dor. Não agüentei em ver aquela cena e comecei a penetrar em sua buceta com violência.

Ao mesmo tempo, beslicava o seu clitóris com força. Desiree se contorcia e gritava por mais. Não demorou muito e Desiree começou a gozar. Eu gozei também em ao ver aquela gata ter seus espasmos de prazer. Depois desta noite sempre nos encontrávamos para sessões de sado. Foi uma das fazes mais incríveis que já tive. Não nos encontramos mais, mas sempre sinto saudades daquela mulher totalmente louca.

Conto erótico enviado por email - autor anônimo

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget