Conto Gay: Comemoração com Meu Amigo Após o Futebol

Eu tinha dezessete anos e nesta época tínhamos uma turma que jogava futebol todos os finais de semana. Modéstia parte, o nosso time era um dos melhores da cidade e era composto por alguns vizinhos do bairro . Depois do jogo costumávamos tomar algumas cervejas em um bar e comentar os melhores momentos do jogo.

Em uma destas ocasiões, havíamos ganhado um jogo de 7 x 2, foi a maior lavada e bebíamos em um grupo de seis pessoas. Além do pessoal que jogava bola estava junto de nós um garoto chamado Rogério, ele tinha uns quinze anos, era castanho claro e tinha uma bundinha arrebitada. Sabia que ele vivia fazendo bagunça com a rapaziada de sua rua, faziam concursos de masturbações, competindo quem gozava mais rápido, viviam com revistas de mulheres peladas e às vezes, só para bagunçar, um passava a mão na bunda do outro e saiam correndo para não levarem uma porradinhas. Brincadeiras de garoto ou?

Aos poucos toda a rapaziada foi indo embora e só fiquei eu e o Rogério. Disse que ia terminar de beber em casa, pois meus pais haviam viajado, e ele perguntou se poderia ir junto. O que concordei.

Chegando lá continuamos a beber e em um dado momento, ele vasculhando minhas revistas encontrou uma de sacanagem e começou a folhear. Acabei pegando uma também e víamos as revistas, riamos de algumas fotos e comentávamos sobre as mulheres. Neste momento meu pau já estava latejando de tesão e comentei com ele como seria bom dar uma aliviada.. Ele concordou comigo e pude perceber o volume que se formava sob sua bermuda.

Aquilo me deixou ainda mais com tesão e pensei em arriscar uma investida no Rogério. E em um dado momento que ele deu as costas para mim para pegar uma revista que estava no chão o segurei por trás e encoxei aquela bundinha gostosa. Ele se espantou e disse:

- Ei cara, tá louco?

Continuei o segurando por trás e comecei a passar a língua na sua nunca e passar a mão pelo seu tórax, sem deixar de pressionar meu cacete na sua bundinha. Ele ainda insistiu

- Cara, você tá louco? Eu sou homem para com isso...

Quanto mais ele resistia mais eu me excitava. Continuei passando a língua na sua nunca e segurei no seu cacete que latejou na minha mão. Percebi que apesar dele negar, estava gostando daquilo. Apesar continuar a se debater eu era mais forte que ele por ser dois anos mais velho. Então, o segurando firme com uma das mãos enlaçadas pelo seu tórax. Movi um pouco os quadris para trás, tirando meu pau daquela bundinha. Puxei um pouco sua bermuda para baixo e uma bundinha branca e sem pelos apareceu, arrebitadinha, durinha e muito, mas muito gostosa.

- Para com isso meu... Para...
- Nossa, sempre reparei nessa tua bundinha Rogério, como ela é bonitinha. – Disse apertando suas nádegas e colocando um dedo no seu reguinho. Que delicia! Molhei com minha saliva meu dedo e desci até o seu cuzinho. Ele suspirou quando sentiu meu dedo tocar suas pregas. Falei sussurrando no seu ouvido:

- Tá gostando meu tesãozinho? Tá gostando – disse mordendo o lóbulo da sua orelha.
- Espera... Eu sou homem... Nunca fiz isso...
- Fica tranqüilo meu gostosinho, ninguém vai saber... Vai ser nosso segredo e você vai gostar.

Dizendo isto, me abaixei e enfiei minha cara na sua bundinha terminando de baixar sua bermuda até a altura dos joelhos. Beijei sua bunda, lambi seu reguinho e cheguei naquele cuzinho lindo, com ralos pelinhos e totalmente fechadinho. Ele gemia e, já entregue a situação se apoiava nos seus joelhos só curtindo as sensações que minha língua causava. A pele da sua bundinha estava arrepiada.

- Caralho... Isto tá gostoso – disse ele
- Você vai gostar ainda mais - dizendo isso me levantei e passei a dar beijinhos na sua nuca enquanto abaixava meu calção e ajeitava a cabeçona do meu pau entre suas nádegas.

Neste momento ele se assustou e ficou com o corpo tenso.

- Fica calmo Rogério, relaxado ele vai entrar melhor.
- Mas vai doer?
- Eu vou fazer bem devagarzinho, vai ser bom, você vai ver...

Senti que ele se soltou um pouquinho e passei a forçar minha rola para dentro
A cabeça já estava toda melecada e seu cuzinho molhado com minha saliva, mas mesmo assim estava demorando para conseguir penetrar aquele rabinho. Ajeitei com a mão e conduzindo meu pau, forcei mais um pouco e a cabeça entrou o fazendo soltar um grito de dor e contrair suas pregas em volta do meu pau.

- Aiiii, para... Tá doendo muito... Tira...
- O pior já passou, agora vai entrar mais fácil. Disse segurando firme seu corpo para que ele não fugisse de mim.
- Eu não quero mais,... Não pensei que fosse doer tanto...
- Agora não tem mais jeito, eu não vou perder de comer essa bundinha gostosa.

Dei uma mordidinha no seu pescoço e forcei até sentir suas carnes envolverem completamente meu cacete sentir meu saco encostar na sua bunda.

- Agora já foi tudo... É só você se acostumar e vai ver como agora vai ficar gostoso.

Lentamente comecei a tirar e quando quase estava todo para fora tornei a penetrá-lo novamente, tudo bem devagar e esperando que ele se acostumasse com minha rola na sua bunda. Para deixá-lo ainda mais relaxado passei a tocar seu pau e bater uma punheta para ele.

Aos poucos ele foi relaxando e passou a gemer. Aumentei a velocidade e comecei a socar mais rápido e mais forte, até que seu cuzinho se contraiu e passou a mastigar meu pau enquanto ele gozava fortes jatos de porra na minha mão. Não agüentei aquilo e gozei também enchendo seu cuzinho com minha porra. Continuei colocando e tirando até ver minha porra vazar do seu anus.

Logo após ele me fez prometer que nunca contaria nada para ninguém e foi embora reclamando que seu cuzinho estava todo ardido e doendo muito. Eu, sozinho, ainda bati mais uma punheta lembrando como é bom tirar o cabaço de um cuzinho virgem. E como a comemoração da vitória do jogo foi boa...

Conto erótico by Rogério.

9 comentários:

Anônimo disse...

quero perder o cabacinho... tenho 17 anos.. sou de BH... me manda msg no cel: 031 94873005
Yuri

Anônimo disse...

gostoso.... sou branquinho tmb sou virgem tenho 17 anos estou louco pra dar

marcelo santos disse...

Sô de ficar lendo gozei.

marcelo santos disse...

SÓ DE LER GOZEI

Anônimo disse...

E eu sou ativo e sou loco pra fuder um cu gostoso quem qize me daa
vaila em enderso.silva@gmail.com

Anônimo disse...

Dlç gozei pra caralho aqui eu tenho 16 aninhos e adoraria chupar um pau e ter um cacete entrando no meu cu virgem

Anônimo disse...

Tenho 15 anos precisando de uma experiência dessa. Gostei , queria um dotado mais que soubesse fazer com cuidado

Anônimo disse...

So de ler bati uma punheta hulosa....

Anônimo disse...

Eu tbm

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget