Relacionamento Inesquecível.

Há fatos que nos acontece que se tornam inesquecíveis em nossas vidas. Participando de um passeio de excursão para o sul do país, em julho de 1995 juntamente com minha esposa, viajava também ao nosso lado no ônibus, um casal da nossa mesma cidade. Observava várias vezes que aquele cidadão olhava-me freqüentemente, mas como ele e a sua esposa eram comunicativos não pensei em mais nada. Quando o ônibus parava apara o lanche, almoço e etc. Esse casal sempre estava junto de mim e da minha esposa sentando na mesma mesa para as refeições.

Na cidade de destino ficamos em apartamentos contíguos no hotel em nos hospedamos. No dia seguinte ao da chegada as senhoras organizaram um passeio somente delas para compras no comércio. Foi aí que tudo começou. Esse companheiro de viagem foi até o meu apartamento e iniciou uma conversação variada falando sobre sexo e combatendo que era contrário a comentários daquilo que ocorria entre as duas pessoas.

Externei minha opinião dizendo que sempre abominei esse procedimento e que essas atitudes eram peculiares a pessoas canalhas. Diante do meu pronunciamento o companheiro aproximou-se de mim e encostou a mão na minha rola que aquelas alturas já estavam bem duras e começou a chupá-la de um jeito tão sensual e gostoso, depois me pediu para penetrá-lo, o que fiz com todo prazer, foi uma delícia. Na duração da viagem, tivemos a oportunidade de nos relacionarmos três vezes. Voltamos para nossa cidade e ficamos nos encontrando dentro do possível a fim de que ninguém suspeitasse do nosso caso.

No ano seguinte fomos à outra excursão e desfrutamos do mesmo prazer. Num desses encontros, tomamos um banho juntos e uma vez curvei-me para pegar o sabonete que havia caído, quando senti a rola dele intumescida encostar no rego do meu bumbum. Senti um calafrio e todo o meu corpo ficou arrepiado, porém contive aquela sensação. Os dias passaram e eu passei a admirar a rola do meu amigo, principalmente quando ela estava dura, cuja cabeça ficava da cor de um jambo.

Esse desejo foi crescendo e um determinado dia eu o perguntei se era gostoso foder com o bumbum no que ele me respondeu ser maravilhoso. Um desejo sobre-humano tomou conta de mim e eu segurei aquela rola maravilhosa e dei-lhe para me penetrar com cuidado, pois era a minha primeira vez e eu tinha medo de doer. Ele prometeu-me e cumpriu, sendo muito carinhoso e cuidadoso. Ao encostar o pau na boca do meu anus ele esporrou e eu já senti uma sensação boa demais com aquela jato de porra quente.

Esta situação proporcionou ele me penetrar com facilidade, pois eu já estava todo melado. Como foi maravilhoso senti o corpo dele por sobre minhas costas e o seu pau gostoso me penetrando num vai-e-vem sem fim. Foi uma das melhores gozadas que já tive , até porque ele tocou uma punheta em mim. Até hoje nos encontramos dentro do possível e uma vez eu o como e da outra ele me come. Este nosso relacionamento até hoje não foi suspeitado por nossas esposas, porque sabemos ser discretos.

Estou apreensivo porque esse meu amigo em breve irá morar em outra cidade e eu não sei se encontrarei outro companheiro tão discreto como ele.

Conto erótico recebido por email – autor anônimo

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget